Ah, eu sou do tipo que precisa viver uma paixão intensa. Dessas de cinema: ora sou a mocinha desesperada por perder o grande amor, ora a bandida que rouba corações. Ora a princesa a espera do principe, ora a louca que rouba beijo de desconhecidos.

Já fui a traída, já fui a que traiu. Já briguei, já chorei e fiz amor – tudo isso no mesmo dia, com a mesa pessoa.

Eu quero  alguém assim. Sou cheia das ideologias. Quantas vezes pensei ter encontrado e desencontrei, perdi, me enganei…

Estou bobona e sentimental demais hoje. Deixa pra lá.

Anúncios